Pagu

"Mexo, remexo na inquisição.
Só quem já morreu na fogueira,
Sabe o que é ser carvão.
Eu sou pau pra toda obra,
Deus dá asas à minha cobra.
Minha força não é bruta,
Não sou freira, Nem sou puta.



Nem toda feiticeira é corcunda,
Nem toda brasileira é bunda.
Meu peito não é de silicone,
Sou mais macho que muito homem.



Sou rainha do meu tanque,
Sou *pagu indignada no palanque.
Fama de porra-louca, tudo bem,
Minha mãe é Maria alguém.



Não sou atriz, modelo, dançarina.
Meu buraco é mais em cima."



Composição: Rita Lee / Zélia Duncan








*Pagu :Patrícia Rehder Galvão, conhecida pelo pseudônimo de Pagu, foi uma escritora e jornalista brasileira. Militante comunista, teve grande destaque no movimento modernista iniciado em 1922. Foi a primeira mulher presa no Brasil por motivações políticas.(Clique aqui para saber mais)



posted under |

0 comentários:

Postar um comentário

Muuito obrigada por comentar!
Volte sempre!

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Siga-me os bons!

    Ocorreu um erro neste gadget

    .

    Pegue o seu no Templates by Maximus

Recent Comments